ACONTECENDO

Composto Júri Oficial do VI Festival de Cinema no Interior
11/08/2016



ANDRÉ DIB - CONSULTOR DO PROJETO e COORDENADOR DO JÚRI OFICIAL
Consultor do projeto Cinema no Interior e coordenador do Júri Oficial, André Dib é pesquisador, crítico de cinema e jornalista formado pela Universidade Federal de Pernambuco. Sua experiência inclui a cobertura de festivais brasileiros e estrangeiros. Realiza curadorias e oficinas para instituições, mostras e festivais de cinema. Membro da diretoria da Associação Brasileira dos Críticos de Cinema (Abraccine) e do Congresso Brasileiro de Cinema (CBC). Tem textos publicados em diversos jornais, revistas, sites e catálogos, além do livro “Cem Melhores Filmes Brasileiros”, organizado pela Abraccine. Seu trabalho está reunido em www.revistacinerama.com.

MARIA DO ROSÁRIO CAETANO - JÚRI OFICIAL
Maria do Rosário Caetano  (Coromandel-MG/1955) é formada em Comunicação e em Letras, pela UnB. Integra a equipe da Revista de Cinema. Em 1997, publicou o livro "Cinema Latino-Americano - Entrevistas e Filmes" (Ed. Estação Liberdade). Participou do livro "Cinema Falado - Cinco Anos de Seminários de Cinema em Porto Alegre" (SMC/2001), do álbum "Trinta Anos de Gramado" (Edição do Festival/2002), da equipe de pesquisadores da "Enciclopédia do Cinema Brasileiro" (Ed. Senac/1997), do "Guia do Cinema Brasileiro" (Ed. Filme B) e da coletânea "Memórias do Cinema - Um idioma Universal" (Ed. Brasileira e Mostra SP/2015). Para a Coleção Aplauso-Imprensa Oficial de SP, escreveu os livros "João Batista de Andrade - Alguma Solidão e Muitas Histórias" (2003), "Fernando Meirelles-Biografia Prematura" (2005) e “Marlene França – Do Sertão da Bahia ao Clã Matarazzo” (2010). Integra a equipe de colaboradores dos livros "AlleRadicidel Cinema Brasiliano" (Istitutodi Studi Latinoamericani/Itália/2003), traduzido no Brasil pela Revista Alceu (PUC-Rio -2007) e "Jorge Amado e a Sétima Arte” (EdUFBa/2012). Escreveu o livro-álbum "Festival de Brasília 40 Anos" (2007).  Organizou os livros "Cangaço, o Nordestern no Cinema Brasileiro" (2006),  “ABD Trinta Anos – Mais Que Uma Entidade, um Estado de Espírito” (2007), “DOCTV – Operação de Rede” (2012) e “Paulo Emilio Salles Gomes – O Homem Que Amava o Cinema e Nós Que o Amávamos Tanto” (2012). É membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).

HEITOR AUGUSTO - JÚRI OFICIAL
Heitor Augusto é crítico de cinema, pesquisador e jornalista. Um dos oito selecionados para o Berlinale Talent Press, programa do Festival de Berlim para jovens críticos. Tem textos publicados em revistas eletrônicas de crítica – Interlúdio, ]Janela[, Cinequanon, Zingu – e em veículos da mídia impressa – Valor Econômico, Preview, Caros Amigos, Monet, além de catálogos de mostras de cinema – Hitchcock é o Cinema, Quentin Tarantino – O Mestre do Caos, Cinema Belga Contemporâneo. É autor também do ensaio sobre Alma Corsária, publicado em 100 Melhores Filmes Brasileiros (2016), livro organizado pela Abraccine.
Ministrou os cursos Blaxploitation e o Cinema Negro, O Som ao Redor – Cinema Pernambucano, Historiografia do Cinema Brasileiro, Multiplicidades do Cinema Africano, entre outros. Entre 2013 e 2015 coordenou o Crítica Curta, oficina de crítica do Festival Internacional de Curtas de São Paulo, além de ter ministrado workshops no mesmo formato em festivais como o Janela Internacional de Cinema do Recife e Perro Loco – Festival de Cinema Universitário Latino-americano. Curador da 14ª Mostra ABD Goiás do FICA – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental. Foi um dos curadores do MIMO – Festival de Cinema e Música entre 2013 e 2015. Mantém o blog Urso de Lata (www.ursodelata.com). Prepara-se para lançar em 2016 o livro Cineastas Negros Falam.

CID NADER  - JÚRI OFICIAL
Cid Nader é jornalista; editor e crítico do Site Cinequanon (www.cinequanon.art.br); ex-editor do blog da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema); foi colaborador da Programadora Brasil e da Revista impressa Paisá; colabora esporadicamente com o Site Planeta Tela (www.planetatela.com.br); Revista Rota do Charme (Goiânia), Site Omelete (www.omelete.com.br); e com os jornais Folha do Sul (Bagé) e A Gazeta (Cuiabá). Jurado em diversos festivais de cinema, também foi palestrante para novos críticos na Kinoforum. Ensaísta no livro “Os Filmes que Sonhamos” (Lume Filmes), e os “Cem Melhores Filmes Brasileiros” (da Abraccine) também colabora com textos críticos para diversos catálogos de Mostras de Cinema. Participou do comitê de seleção do Festival Internacional de Curtas-Metragens (Kinoforum) e do Festival de Curtas-Metragens de Brasília; curador do Festival Internacional de Cinema da Fronteira, e do Festival de Cinema de Anápolis. Além de oficineiro, com mais atenção à trajetória dos curtas-metragens em meio à atual produção cinematográfica nacional, e ao desenvolvimento da produção universitária.